(61) 98609-0981

NO AR

Alternativa FM Sobradinho-DF

alternativapopularfm.com.br

Cidade

POLICIAL MILITAR SOFRE COM LINFOMA DE CÉLULAS A DEMORA NA LIBERAÇAO DA QUIMIOTERAPIA AGRAVA QUADRO DO PACIENTE QUE PRECISA DE UM TRANSPLANTE DE MEDULA SEU FILHO É COMPATIVEL

PM - DEMORA DA QUIMIOTERAPIA AGRAVA QUADRO DE SAÚDE DE POLICIAL PRECISA DE UM TRANSPLANTE DE MEDULA SEU FILHO É COMPATIVEL

Publicada em 03/06/23 às 11:06h - 105 visualizações

por Alternativa FM Sobradinho-DF


Compartilhe
 

Link da Notícia:

 (Foto: Alternativa FM Sobradinho-DF)

quarta-feira, 31 de maio de 2023

POLICIAL MILITAR SOFRE COM LINFOMA DE CÉLULAS A DEMORA NA LIBERAÇAO DA QUIMIOTERAPIA AGRAVA QUADRO DO PACIENTE QUE PRECISA DE UM TRANSPLANTE DE MEDULA SEU FILHO É COMPATIVEL


PM - DEMORA DA QUIMIOTERAPIA AGRAVA QUADRO DE SAÚDE DE POLICIAL PRECISA DE UM TRANSPLANTE DE MEDULA SEU FILHO É COMPATIVEL


Por Ferreira Santos/repórter.
Programa Ronda da Cidade.
www.alternativapopularfm.com.br
@alternativafm




O policial Jucimar de Silva e Sousa (61), (foto acima) é aposentado da Policia Militar do Distrito Federal, a cerca de um ano foi diagnosticado com uma massa de crescimento progressivo no pescoço e região supra clavicular a direita. O Linfoma de Célula do Manto teve regressão com inicio do tratamento arcado pela PM, mas infelizmente com o passar dos meses a doença se manifestou de novo, e mais agressiva. A medicação não faz mais o efeito necessário para manter o paciente fora de risco, é precisa ser trocada urgentemente. Um novo tratamento precisa ser realizado com uso de medicação mais fortes, quimioterapia e transplante de medula pontuou a doutora Martha Mariana, que acompanha Jucimar desde inicio do tratamento. Um dos filhos do policial é compatível. 


Devido a negativa da PM a família precisou recorrer a justiça na garantia do tratamento completo para combater a doença. A demora na liberação da quimioterapia por parte da corporação agravou o a ainda mais o quadro de saúde do policial. Uma outra situação que deixa a família apreensiva, é o fato do policial ter que viajar a São Paulo, para realizar procedimento do tratamento em um hospital na cidade de Ribeirão Preto, ligado ao SUS - Sistema Único de Saúde. A família questiona a corporação pelo fato de não conhecer a cidade, e devido a fragilidade do paciente causada devido ao tratamento e ter que viajar.



Jucimar é da reserva remunerada da PM, um herói que dedicou  parte da  vida a cuidar da segurança dos moradores do Distrito Federal, em especial servindo e protegendo moradores de Sobradinho. Agora esse herói precisa de ajuda. A pouco mais de um ano a rotina do soldado Jucimar e da sua família se transformou em idas e vindas a hospitais conveniados a PMDF, e a defensoria publica. A luta contra a doença agressiva e retrataria tem que ser diária e todos os recursos possíveis. Porém nada abala a fé da família e amigos que rezam pela recuperação do companheiro de farda. 

O resultado do tratamento no inicio foi a regressão do Linfoma, desinchando o pescoço totalmente. Com a significante melhora o policial voltou a ter uma vida normalA família é grata a PM por prestar assistência a Jucimar, através da Departamento de Saúde e Assistência ao Pessoal - Dsap que sempre os recebeu bem quando procurados. 

Abaixo documentos aos quais a reportagem teve acesso, indicam um novo diagnostico da Dra. Martha Mariana com nova manifestação da linfoma de células manto indicando medicações (Drogas) mais fortes, quimioterapia e o transplante de medula seguido da resposta inicial da médica da PM.











No entanto com a manifestação novamente da doença a situação do policial voltou a se agravar.  A partir daí a família precisou recorrer a defensoria pública e garantir o tratamento com base em novo protocolo assinado pela Dra. Martha Mariana, que apontou avanço da doença por isso a urgência na necessidade e a importância do paciente fazer novas seções de quimioterapia, para regressão do linfoma, e assim fazer o transplante de medula, além da compra de três novos medicamentos (drogas) mais fortes. No inicio a PMDF negou, mas acabou por liberar a quimioterapia e as três drogas. A demora é porque a médica da corporação descordou do protocolo da Dra. Martha Mariana, responsável pelo paciente. O linfoma de células do manto, é uma doença retrataria, com o tempo a medicação precisa ser trocada. A doença se acostuma e o remédio perde o efeito no combate a enfermidade.

Na quarta-feira (31) a família recebeu a boa noticia, a PM liberou a quimioterapia, os três novos remédios também foram liberados ao paciente. Mas para que o tratamento apresente resultados desejados pela Dra. Martha Mariana e a família precisa ser completo e rápido. A família é grata a corporação, mas ao mesmo tempo apela pelo transplante de medula importante e prescritos pela Dra. Martha Marian assim que o linfoma regredir. 

Internado em um Hospital conveniado a PM e ciente da gravidade do problema, o policial demostra otimismo, agravar vídeos e mensagens de agradecimento a Deus e a todos que oram por sua recuperação. A massa do pescoço inchada dificulta na respiração e para dormir, o bravo soldado e sua fé em Deus vencerá mais essa batalha. 

Na quarta-feira (31/05), a reportagem do Programa  Ronda da Cidade da Radio Alternativa Popular FM 98.1 recebeu informações que a Dra. Martha  Mariana teria sido proibida de assinar qualquer procedimento em relação ao tratamento do policial. 
Por Ferreira Santos/repórter.
Programa Ronda da Cidade.
www.alternativapopularfm.com.br
@alternativafm




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Facebook
 Instagram
 Twitter
 Youtube







.

LIGUE E PARTICIPE

(61) 98609-0981

Visitas: 32150
Usuários Online: 44
Copyright (c) 2024 - Alternativa FM Sobradinho-DF
Converse conosco pelo Whatsapp!